Portal da Cidade São Miguel do Guaporé

SEMENTES MISTERIOSAS

São Miguel do Guaporé registra o primeiro caso de ‘sementes misteriosas’

A informação foi confirmada pela agência da Idaron, que deve encaminhar para o Ministério da Agricultura para a análise

Postado em 15/10/2020 às 09:35 |

Sementes misteriosas em Sâo Miguel do Guaporé (Foto: Foto Divulgação/Idaron)

Dois pacotes com sementes já foram levados à Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron), a informação foi divulgada pelo órgão nesta quarta-feira (14), confirmando o terceiro caso registrado em Rondônia no município de São Miguel do Guaporé (RO).

O senhor Manoel dos Santos, residente na Avenida Presidente Vargas, compareceu na secretaria municipal de agricultura com uma encomenda contendo dois pacotes de origem asiática, e posteriormente foi conduzido à agência da Idaron local.

A informação foi confirmada pela agência da Idaron, no qual o responsável afirmou que o material vai ficar retido para as devidas providências. O material será repassado ao Ministério da Agricultura.

O primeiro caso registrado em Rondônia foi registrado no dia 22 de setembro, o segundo caso foi registrado em Guajará Mirim no dia 07 de outubro, sendo relatada por uma senhora aposentada.

Uma análise preliminar do Ministério da Agricultura apontou a presença de fungos, ácaros, bactérias e possíveis plantas daninhas nas sementes.

Quem receber o material deve entrar em contato com as autoridades competentes.

Sementes no Brasil

Ministério diz ter localizado 258 pacotes de sementes não solicitadas, que foram enviados a moradores de 24 estados mais o Distrito Federal.

China nega envio

As etiquetas que constam nas embalagens dizem que os produtos vieram da China, que nega o envio. Em nota, a Embaixada a China no Brasil diz que segue a legislação internacional sobre o tema, em que é proibido o envio de sementes.

O país afirma também que enviou imagens dos pacotes recebidos para o China Post, o correio chinês, analisar o ocorrido.

Após verificação com o China Post, essas etiquetas de endereço se revelaram falsas com layouts e informações errôneas.


Fonte:

Receba as notícias de São Miguel do Guaporé no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário