Portal da Cidade São Miguel do Guaporé

CAFÉ

Parcerias fortalece cafeicultura Rondoniense na região de São Miguel do Guaporé

A parceria entre as esferas federal, estadual e municipal tem incentivado os produtores rurais a investirem nas lavouras de Rondônia

Postado em 15/10/2020 às 08:48

Sala de análise de café (Foto: Jonas (AgroRondonia))

A adoção de tecnologias nas lavouras vem apresentando um novo cenário com resultados que focam, muito mais do que a quantidade, a qualidade do café produzido no Estado. Na tarde de terça-feira (13), foi realizada em Cacoal a inauguração do Laboratório de Análise Sensorial de Café no Instituto Federal de Rondônia (IFRO) e a entrega oficial dos equipamentos. Na oportunidade, teve início também o Curso de Formação de Classificadores de Café.

Rondônia é o quinto maior produtor de café do Brasil, sendo o segundo maior produtor de café robusta. A cafeicultura no Estado tem grande importância socioeconômica, gerando emprego e renda para mais de 22 mil famílias rondonienses. 

O trabalho que vem sendo desenvolvido esta relacionado com a obtenção do selo de Indicação Geográfica (IG) que é uma espécie de patente, uma marca que irá garantir aos produtores de São Miguel do Guaporé e mais 14 municípios da região o uso da marca Robusta Amazônico.

“O mercado é exigente. Aprendemos a cultivar e a classificar esse ouro nosso e agora temos essa parceria entre Governo Estadual, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o IFRO, com a implantação dos laboratórios que vão permitir que a cafeicultura avance ainda mais e de forma constante. Estes laboratórios são de extrema importância, afinal, para a exportação há uma necessidade muito grande da classificação do café. Para o produtor colher o café com qualidade é preciso profissionalizar ainda mais e é nisto que estamos focando”, comemora Juan Travain, presidente da Associação dos Cafeicultores da Região das Matas de Rondônia (Caferon). 

 A primeira parceria entre o Governo de Rondônia e o Campus do IFRO em Cacoal para o fortalecimento da cafeicultura, foi firmada através da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) e da Idaron. Na oportunidade, foi instalado o Laboratório de Análise Física do Café, já utilizado inclusive para a análise das amostras de café participantes do Concafé – Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Café de Rondônia. 

É neste laboratório que agora acontece o Curso de Formação de Classificadores de Café. A parceria com o Mapa garantiu também a instalação do Laboratório de Análise Sensorial de Café. Hoje, em Rondônia, há apenas um analista regulamentado em todo o Estado. 


Fonte:

Receba as notícias de São Miguel do Guaporé no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário